Novo tratamento usa informações genéticas do paciente para criar produto específico para suas necessidades

A Belledevi já está oferecendo um tratamento personalizado para a pele baseado na análise genética dos seus pacientes. A partir dos resultados, o médico receita um produto específico para suas necessidades.

Este processo chama-se genocosmética e usa as informações genéticas do paciente para tratar sinais da pele já existentes e prevenir outros antes que eles apareçam.  Este tratamento é feito da seguinte forma:

– O médico faz uma anamnese bem detalhada sobre o histórico de vida do paciente e investiga seus hábitos de vida como: se ele fuma, se toma remédios, se tem alguma doença crônica na tireoide, por exemplo, se faz exercícios físicos, se usa protetor solar, entre outras investigações;

– Depois o médico utiliza um swab para colher saliva e células da mucosa intrabucal do paciente. O swab é um material parecido com cotonete e específico para esta finalidade;

– Esse material é enviado para um laboratório na Europa que faz a análise de 31 genes relacionados ao envelhecimento. Em cerca de 30 dias o médico recebe o resultado;

– Um banco de dados altamente sofisticado cruza os resultados de laboratório com as informações da anamnese (no qual 60% das informações vem dos genes e 40% da anamnese) e informa quais são os principais fatores que estão levando o paciente a ter sinais como rugas e manchas e mais: diz a probabilidade, por exemplo, de o paciente vir a ter outras condições de pele como o melasma. Isso quer dizer o tratamento é também preventivo.

De acordo com a médica do setor de dermatologia da clínica, Camila L. França Motta, este é o futuro dos cosméticos: “Estou muito animada com esta novidade e convencida de que daqui para a frente os tratamentos serão cada vez mais personalizados e preventivos. Profissionalmente tenho uma paixão pelos tratamentos personalizados e preventivos, pois só assim conseguimos um resultado cada vez mais próximo do natural em antiaging”.

A médica explica ainda que a análise mostra as variações genéticas relacionadas à longevidade celular, arquitetura tecidual, pigmentação, rugas, desintoxicação celular, intolerância cutânea e aumento do IMC e que os produtos são feitos a partir da análise do genoma: “as variações genéticas de cada pessoa são identificadas, o efeito que elas terão na pele é determinado, os ativos mais adequados são selecionados e uma fórmula cosmética personalizada é elaborada”.

O tratamento cosmético consiste de um creme com uma fórmula específica que funciona nas necessidades particulares de cada paciente: um microexfoliante, um creme de preparação, um suplemento de hidratação e uma série de recomendações sobre dieta e estilo de vida personalizado.

De acordo com a médica Camila, uma das vantagens da genocosmética é a personalização do tratamento: “Por exemplo, se eu recebo o resultado de um paciente que tem, em seus genes, propensão para manchas, flacidez e rugas, vou utilizar nossa tecnologia (aparelhos) combinada com o produto personalizado para ele.  Ou seja, são duas frentes trabalhando juntas para combater e prevenir estas condições da pele”.

Além disso o paciente receberá orientações de hábitos de vida como protetor solar específico, horários em que pode tomar sol, quais exercícios físicos são mais adequados para ele, entre outras.

E mais: o teste de DNA cutâneo analisa 105 variáveis genéticas, sendo atualmente o teste genético cutâneo mais completo do mundo. Um bom exemplo são as rugas: apenas para elas são analisados 25 genes.

Nunca foram analisados um conjunto tão grande de genes em relação aos efeitos deles na pele como agora.

“Com relação à genocosmética gosto de dizer que “você não pode escolher os genes com os quais nasceu, mas pode escolher o que fazer com eles”, finaliza a Dra. Camila.

Deixei um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>