Drenagem Linfática

No pós-operatório: ajuda a drenar a quantidade de líquido que o corpo retém após o procedimento cirúrgico. Além disso este procedimento melhora a circulação sanguínea, alivia dores, ajuda na remoção de hematomas, redução de fibrose e acelera o processo de cicatrização.

A drenagem linfática combate:

Celulite
Qualquer que seja a causa dos furinhos – má alimentação, sedentarismo, cigarro, alterações hormonais, stress -, eles começam com um processo de retenção de líquido que acarreta má oxigenação do tecido. Sem a devida nutrição, ele endurece até formar os nódulos. “A drenagem quebra esse ciclo eliminando a retenção de líquido”.

Gordura
Quando bem feita, a drenagem diminui a retenção de líquido em áreas do corpo que estão propensas ao acúmulo de gordura, como abdômen, coxas e culote, além de ativar o metabolismo, favorecendo a queima dos estoques de gordura no corpo.

Dores
A finalidade da drenagem é coletar os líquidos presos entre as células, colocá-los nos vasos capilares e, por meio de variados movimentos suaves, fazê-los caminhar para que sejam eliminados. “A massagem deve ser rítmica, sem muita pressão – já que a linfa corre na superfície da pele e seu fluxo é relativamente lento e precisa ser respeitado. Assim, não há a necessidade de manobras que provoquem dor ou desconforto. A idéia é que ela seja inclusive relaxante, causando bem-estar”.

Contra-indicação
Para mulheres com diagnóstico de tumores, abscessos e nódulos não-identificados a drenagem não é indicada. “As que têm histórico de problemas circulatórios serão as mais beneficiadas com a ação da drenagem, pois será mais visível a diminuição da retenção de líquidos”.

Deixei um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>